COMO AJUDAR SEUS IRMÃOS

Deus deixou vários ensinamentos para que sejamos misericordiosos, nos ensinou a amar e respeitar nossos irmãos e a ajudá-los nos momentos de necessidade. “Se alguém é rico e vê o seu irmão em necessidade, mas fecha o seu coração para ele, como pode afirmar que de fato ama a Deus? Meus filhinhos, o nosso amor não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser um amor verdadeiro, que se mostra por meio de ações.” (I JOÃO 3 v. 17-18)

Em todo o mundo existem milhões de pessoas precisando de ajuda, de comida e de roupas. Se todos se unissem e pensassem como Jesus, o mundo seria diferente.

Há algum tempo houve um desastre na Indonésia (Tsunami). Aqui no nosso país o governo, os jovens, senhoras, pessoas de todas as idades se motivaram e organizaram em suas casas postos de recolhimento de roupas, comidas, remédios e outras coisas. O governo cedeu aviões para o transporte dos médicos, remédios e dos mantimentos. Tudo isso para mostrar que é um país solidário. Enquanto que aqui existem várias cidades em que as pessoas passam fome, precisam de roupas, remédios, comida, médicos, educação. Mas ninguém se importa, pois os outros não vão fazer elogios internacionalmente. A maioria dos seres humanos só faz coisas para engrandecer o seu ego e não com a intenção de ajudar ou por amor a Deus e aos seus irmãos.

Isso não quer dizer que eles não deviam ajudar aquelas pessoas. Deviam sim, mas primeiro deveriam cuidar da sua própria casa, do seu país, para poderem ajudar os outros, pois é isso que Deus ensina. Deus não proibia o povo de Israel de ajudar os estrangeiros, mas sempre ensinou que eles deveriam ser um povo unido e procurar ajudar uns aos outros: se um judeu visse o outro passando por dificuldades, deveria ajudá-lo.

“Se um israelita que mora perto de você ficar pobre e não puder sustentar-se, então você tem o dever de tomar conta dele. Ajude-o como se ele fosse um estrangeiro que mora no meio do povo, a fim de que ele continue a morar perto de você. Não cobre juros sobre o dinheiro que você lhe emprestar. Respeite a ordem de Deus para que esse homem continue a morar perto de você. Não cobre juros sobre o que você lhe emprestar, nem tire lucro dos alimentos que você lhe vender. É isso o que o Senhor, nosso Deus, nos manda fazer. Foi Ele quem nos tirou do Egito para nos dar a terra de Canaã e para ser o nosso Deus.” (LEVÍTICO 25 v. 35-38)

Muitas pessoas querem ajudar os outros para se engrandecer ou esperando alguma coisa em troca. Outros pensam desta forma: “Se fulano não tem o que ele quer é porque não trabalha e não luta para conseguir” É muito fácil você falar se teve condições e tempo para estudar ou porque apareceu uma boa oportunidade em sua vida. Não devemos pensar só em nós. Temos que lembrar que somos irmãos e que devemos ajudar uns aos outros. Pois se fizermos isso seremos reconhecidos como filhos de Deus. 

Peçam ao Pai, o Deus Todo-Poderoso inteligência e sabedoria para repartir o que têm com aqueles que realmente precisam. Há várias maneiras de ajudar: tem lugares onde as pessoas têm disposição para plantar, mas não têm água. Tem lugares que precisam de escolas e hospitais. Se você pode ajudar faça sua parte. Tem pessoas honestas que não conseguem emprego, pessoas que precisam de tratamento médico, jovens com vontade de aprender uma profissão ou praticar um esporte... Use seus estudos para ensinar alguém, dê carinho e atenção a quem precisa. Tem tantas crianças nos orfanatos que precisam de carinho e atenção. Em vez de ficar gastando seu tempo e dinheiro com coisas que não te darão a verdadeira felicidade, ocupe seu tempo como voluntário. Há muito que fazer, esses são apenas alguns exemplos. Por isso peça a orientação de Deus! 

Muitos de vocês têm um lar, comida, roupas... uma vida boa. Mas muitos irmãos estão passando fome e outras dificuldades. É nessa situação que Deus pergunta: “Onde estão Meus filhos que não ajudam seus irmãos?” Tem tanta gente com fome, sem casa, sem roupa, nos hospitais sem ter alguém que vá visitá-los. Se você tem condição financeira de dar uma casa a alguém, ore e peça ao Senhor que Ele te mostrará a quem deve dar. Se você não tem condição de dar uma casa, dê uma cesta básica, um prato de comida, roupas ou um calçado. Se você não tem condições de dar uma cesta básica, visite aquele que não tem ninguém para visitá-lo. Se você não tiver dinheiro para visitar seu irmão (seu próximo), então ore pelos seus irmãos e clame ao Senhor, que Ele te abençoará, e quando Ele te abençoar lembre-se do seu irmão que não tem nada, como você também não tinha.

Você que gosta de viajar aproveite para ajudar também. Existem muitos lugares no mundo, onde o povo precisa de ajuda. Peça sabedoria a Deus para que você saiba ajudar de uma forma que as pessoas consigam continuar suas vidas dignamente. Por exemplo: se você ajuda um chefe de família a conseguir um trabalho, ele conseguirá sustentar essa família. E se o filho dele puder estudar, no futuro conseguirá um emprego. E se você ajuda uma pessoa que mora num lugar muito seco, a irrigar sua terra, ela poderá plantar para comer. Ore e peça a Deus que Ele te dará inteligência de como você deve ajudar. A ajuda que Deus te ensinará, poderá mudar a vida de muitas pessoas. Use o seu conhecimento e a sua experiência para ensinar seus irmãos a cuidar da terra, a plantar, a cuidar do gado. Pois assim eles mesmos poderão trabalhar e ter seu próprio sustento. Dê condições para as pessoas trabalharem e ter o seu sustento, que o restante Deus fará por elas.

Você que é um grande empresário, abra as portas de sua empresa para aqueles que precisam trabalhar, mas não têm condições de pagar um curso de qualificação. Dê oportunidade a quem precisa: pague um curso de qualificação para aqueles que precisam, pois ninguém nasce sabendo. Se você tem condições de ajudar, então faça o que o teu Pai, o Deus Todo-Poderoso ensina. Como dizem as Escrituras Sagradas: “Tenham misericórdia dos outros, assim como o Pai de vocês tem misericórdia de vocês.”
(LUCAS 6 v. 36)

Você que é agricultor separe 10% de sua colheita para a obra de Deus. 

Você que é dono de criação separe 10% do seu gado para obra de Deus. Doe para aqueles que estão passando fome no nosso país e ajude a acabar com a miséria. Ore e peça ao seu Pai, o Deus Todo-Poderoso, que mostre onde estão aqueles que realmente precisam de sua ajuda.

Mas faça você mesmo: tire um tempo para a obra de Deus e ajude seus irmãos necessitados. Pois muitas vezes o que é doado é desviado e não chega às mãos daqueles que precisam. Assim Deus abençoará você e sua terra. As pragas não destruirão suas plantações, nem as doenças atacarão o seu rebanho, eles serão saudáveis e darão muitas crias. “A décima parte das colheitas, tanto dos cereais como das frutas, pertence a Deus, o Senhor e será dada a Ele. De cada dez animais domésticos um pertence a Deus, o Senhor. Quando o dono contar o seu gado e as suas ovelhas e cabras, cada décimo animal pertencerá ao Senhor. Foram esses os mandamentos que o Senhor Deus deu a Moisés, no monte Sinai, para o povo de Israel.” (LEVÍTICO 27 v. 30, 32, 34)

Se você colocar em prática e obedecer aos ensinamentos de Deus, receberá as bênçãos que Ele promete, porque Deus é o Senhor de toda a humanidade. Se não obedecer, receberá os castigos porque Ele é justo. Preste atenção nesses ensinamentos:

“Se vocês obedecerem às Minhas leis e aos Meus mandamentos, fazendo tudo o que Eu ordeno, Eu mandarei chuva no tempo certo, a terra produzirá colheitas, e as árvores darão frutas. As colheitas serão tão grandes, que vocês ainda estarão colhendo cereais quando chegar o tempo de colher uvas e estarão colhendo uvas quando chegar o tempo de semear os campos. Haverá bastante comida para todos, e vocês viverão em segurança na sua terra.
Porém, se vocês não obedecerem a todos os Meus mandamentos, se rejeitarem as Minhas leis, se desprezarem as Minhas ordens e se quebrarem a aliança que fiz com vocês, então Eu os castigarei. Mandarei desastres, e doenças, e febres que abalam a saúde e enfraquecem o corpo. Não adiantará nada semear os campos, pois os inimigos é que comerão as colheitas. Ficarei contra vocês e deixarei que sejam derrotados pelos inimigos. Eles os dominarão, e vocês fugirão mesmo quando ninguém os perseguir.”
(LEVÍTICO 26 v. 3-5, 14-17) 

Deus não precisa de comida nem de dinheiro. Ele sempre pensou naqueles que necessitam. “Quando fizerem a colheita do trigo, não colham as espigas dos pés que ficam na beira do campo, nem voltem atrás para pegar as espigas que não tiverem sido colhidas. E não façam uma segunda colheita nas plantações de uvas, para colher os cachos que ficaram, nem voltem atrás para catar os cachos que tiverem caído no chão. Deixem isso para os pobres e para os estrangeiros. Eu Sou o Senhor, o Deus de vocês. Sempre haverá pobres e necessitados no meio do povo, e por isso Eu ordeno que vocês sejam generosos com todos eles.”
(LEVÍTICO 19 v. 9-10 / DEUTERONÔMIO 15 v. 11)

Você que é cantor use o seu talento para ajudar seus irmãos: faça shows e dedique esse dinheiro para as obras do Senhor. Ore e peça a Deus para que te oriente no que deves fazer para ajudar seus irmãos.

Você que é atleta tire 10% de seu salário todo mês e faça a obra do Senhor.

Vocês que são famosos usem o talento que Deus deu a vocês e ajudem seus irmãos. Reúnam-se e façam eventos e com esse dinheiro façam a obra de Deus. Vocês são ricos financeiramente, então sejam ricos espiritualmente. Mas cuidado! Deus conhece suas intenções. Se você for ajudar para divulgar seu nome ou a instituição que você tem para o povo achar que você é bom, não espere receber nada de Deus. Não faça nada para se gloriar depois: dê e fique só entre você e Deus. Pois aquele que dá e se engrandece não é merecedor do amor e da amizade de Deus.

Tem pessoas que vão para a igreja dar testemunho exibindo carros, casas e outras coisas mais. Enquanto isso tem pessoas passando fome na sua própria igreja sem ter quem os ajude. Os outros que não são da igreja, mostram suas riquezas, mas não fazem nada pelos pobres. Uns dizem: “Eu tenho uma instituição de caridade. Já faço a minha parte.” Então Deus responde: “O que você gasta na sua instituição Meu filho, não chega a 1% de tudo que você  têm.” Preste atenção nesse ensinamento:“Não estou querendo aliviar os outros e pôr peso sobre vocês. Desde que vocês têm bastante agora, é justo que ajudem os que estão necessitados.” (II CORÍNTIOS 8 v. 13)       

Outros dão graças a Deus pelas riquezas que têm. Mas não se lembram daqueles que precisam de ajuda. Se tudo que você tem foi dado por Deus, então por que não reparte com aqueles que não têm nada? Não é pecado você ser rico. Pecado é você ter e ver seu irmão passando fome e não fazer nada por ele. Pecado é você só dar esmolas, em vez de ajudar seus irmãos. Pois se você tem cinco milhões e doa mil reais, você acha que isso é ajudar? Isso é dar esmola.

Várias pessoas se unem em caravanas para visitar a “Terra Santa”, o lugar onde Jesus nasceu. Isso é bobagem e enganação! Faça uma caravana e vá levar alimentos para seus irmãos que vivem numa região de seca ou de pobreza. Com certeza lá você se emocionará de verdade com a alegria daqueles que estão abandonados pela sociedade. E o principal: Jesus ficará muito feliz por você ter ido visitá-los. Preste atenção nesse ensinamento:

“Jesus terminou, dizendo:
- Quando o Filho do Homem vier como Rei, com todos os anjos, Ele Se sentará no Seu trono real. Todos os povos da terra se reunirão diante Dele, e Ele separará as pessoas umas das outras, assim como o pastor separa as ovelhas das cabras. Ele porá os bons à Sua direita e os outros, à esquerda. Então o Rei dirá aos que estiverem à Sua direita: ‘Venham, vocês que são abençoados pelo Meu Pai! Venham e recebam o Reino que o Meu Pai preparou para vocês desde a criação do mundo. Pois Eu estava com fome, e vocês Me deram comida; estava com sede, e Me deram água. Era estrangeiro, e Me receberam na sua casa. Estava sem roupa, e Me vestiram; estava doente, e cuidaram de Mim. Estava na cadeia, e foram Me visitar.’
Então os bons perguntarão: ‘Senhor, quando foi que o vimos com fome e lhe demos comida ou com sede e lhe demos água? Quando foi que vimos o Senhor como estrangeiro e o recebemos na nossa casa ou sem roupa e o vestimos? Quando foi que vimos o senhor doente ou na cadeia e fomos visitá-lo?’
Aí o Rei responderá: ‘Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quando vocês fizeram isso ao mais humilde dos Meus irmãos, foi a Mim que fizeram.’” (MATEUS 25 v. 31-40)

Por que as igrejas não se unem para ajudar os necessitados desses lugares de seca e de extrema pobreza ou às pessoas que vivem isoladas em locais que não têm médicos, comida...? É nessa hora que deveria haver a união do povo de Deus, para ajudar esses irmãos carentes, levando o alimento material (que é a comida, roupa) e o alimento espiritual (que é a Palavra de Deus). “Meus irmãos, que adianta alguém dizer que tem fé se não dá provas disso? Será que essa fé pode salvá-lo? Por exemplo, pode haver irmãos e irmãs que precisam de roupa e que não tenha nada para comer. Se vocês não lhes dão o que eles precisam para viverem, não adianta nada dizer: ‘Que Deus os abençoe. Vistam agasalhos e comam bem.’ Portanto a fé é assim: se não vier acompanhada de ação, é coisa morta em si.” (TIAGO 2 v. 14-17)

De que adianta fazer pregações lindas aos olhos do povo se não há obras? Uns dizem: “A minha igreja cuida de um asilo” outros: “Nós ajudamos um orfanato.” No entanto dentro da própria igreja existem irmãos passando fome, precisando de trabalho e de ajuda. Não dê esmolas, ajude de verdade! Há muito que fazer por aí. 

É muito importante também que vocês peçam ao Espírito Santo para orientá-los e mostrar quem realmente está precisando e a quem devem ajudar primeiro. Ore que com certeza Deus os guiará.

Irmãos abram os seus olhos, pois quando vocês querem, arrecadam toneladas de alimentos. Se vocês tivessem um só pensamento no Senhor e colocassem em prática o que Ele ensinou, nossos irmãos não estariam passando fome. Sejam filhos de Deus e dêem as mãos. Se vocês quiserem, vocês terão condições para ajudar. Lembre-se: nós devemos ajudar a todos e não só nossos irmãos na fé.“Emprestem e não esperem receber de volta o que emprestaram e assim vocês terão uma grande recompensa e serão filhos do Deus Altíssimo. Façam isso porque Ele é bom também para os ingratos e maus.” (LUCAS 6 v. 35)

O que está escrito na Bíblia ficou como ensinamento para todos. Nunca se esqueça que Deus conhece o seu coração! Ajude seu irmão por amor a Deus e por vontade de cumprir Seus ensinamentos e não pensando em receber algo em troca. E assim Deus te recompensará.

Você não pode comprar a vida eterna com a sua riqueza, então use para ajudar os necessitados. Se você fizer isso vai sentir uma grande alegria no seu coração, pois estará fazendo o que o seu Pai, o Deus Todo-Poderoso te ensinou. Não pense só em você e em sua família: lembre-se de seus irmãos que estão passando fome; que precisam de cuidados médicos, mas não tem dinheiro para pagar a consulta; que precisam de remédio, mas não têm dinheiro para comprar. O Pai que está no céu vê tudo que você faz nesse mundo.

Ajudar, não é só dar comida, roupas e remédio a quem precisa, é agir com decência e honestidade: não fazer fofoca nem comentários que vão causar discórdia entre amigos, parentes e casais. Isso é um costume maligno. Façam de tudo para semear o bem, acalmar as pessoas e não deixá-las com mais raiva. Não diga coisas para magoar ou palavras sem pensar que podem prejudicar alguém. Não participe de falatório da vida alheia. Não olhe com desprezo para os outros para que seus irmãos não pensem que são inferiores.

Quando for ajudar alguém, seja humilde, aja como um verdadeiro servo de Deus e nunca se ache melhor do que ninguém. Faça sua parte! Nosso Pai nos ama, por isso está sempre pronto a nos ajudar. Esteja também, sempre pronto para ajudar! “Quem é bondoso será abençoado porque reparte a sua comida com os pobres. Ser bondoso com os pobres é emprestar ao Senhor, e Ele nos devolve o bem que fazemos.” (PROVÉRBIOS 22 v. 9 / 19 v. 17)

A VERDADEIRA CARIDADE

Havia dois homens ricos. O mais rico deles chamado Paulo, tirou férias e resolveu passar uns dias num lugar agradável onde se hospedou num hotel luxuoso. Ao entrar na suíte ligou a televisão e assistiu um noticiário sobre a seca e viu muitas pessoas passando fome. Então ele ligou para o seu empregado de confiança e mandou que ele retirasse de sua conta cem mil reais para comprar alimentos e dar àquelas pessoas.

O outro homem rico chamado Marcos, assistiu o mesmo noticiário e viu o sofrimento daquelas pessoas. Então resolveu ajudar. Pegou um avião e foi até a cidade onde havia aquela seca. Quando encontrou aquela gente, fez algumas perguntas:
- Do que vocês precisam para viver aqui?
- Nós precisamos de água, meu senhor, para sobrevivermos na nossa terra. Há vários meios de trazer água para esse local, só nos falta dinheiro, para essa obra nos ajudar a trabalhar e vivermos com dignidade.

Então Marcos saiu a procura de uma pessoa que lhe desse uma orientação para que ele pudesse ajudar da melhor forma possível. Ao encontrar a pessoa indicada levou até aquelas terras. Chegando lá essa pessoa disse que era só ter dinheiro, pois existia solução para o problema.

Então Marcos tomou uma decisão:
- Faça um levantamento de quanto precisa que eu vou para casa e você me telefona para dizer a quantia necessária.
Passada uma semana o homem ligou para Marcos e disse que precisava de 10 milhões.
Marcos prontamente respondeu:
- Eu darei o dinheiro para fazer o que for preciso e acompanharei o trabalho para ajudar essa gente.
Alguns dias depois Paulo chegou das férias e comentou com Marcos:
- Aproveitei bastante minhas férias. E te conto mais, fiz uma boa ação: vi um noticiário na televisão e mandei que o meu empregado pegasse cem mil e comprasse comida para aquelas pessoas que sofrem com a seca. Se cada um fizesse um pouco não existiria fome nem miséria nesse mundo.

Marcos ouviu tudo e não disse nada.
Uma semana depois, os dois estavam juntos assistindo televisão e passou no noticiário que um homem doou dez milhões para ajudar aquela gente na irrigação das terras, mas ninguém sabia quem era esse homem.

Então Paulo disse:
- É! Eu pensei que tinha feito uma boa ação, mas o que eu dei não é nada comparado a minha riqueza.
Aí Marcos disse:
- Não são só essas pessoas que passam necessidade. Procure saber como vivem as pessoas e reparta a sua riqueza com aqueles que necessitam. Não dê esmolas, dê condições de trabalho para que eles vivam com dignidade.

“Um professor da Lei se levantou querendo pegar Jesus em contradição e perguntou:
- Mestre, o que devo fazer para conseguir a vida eterna?
Jesus respondeu:
- O que é que as Escrituras Sagradas dizem a respeito disso? E como é que você as interpreta?
O homem respondeu:
- ‘Ame o Senhor seu Deus com todo o coração, com toda a alma, com todas as forças e com toda a inteligência. E ame o seu próximo como você ama a você mesmo.’
- A sua resposta está certa. – disse Jesus  – Faça isso e você viverá.
Porém o professor da Lei, querendo se desculpar perguntou:
- Mas quem é o meu próximo?
Jesus respondeu:
- Um homem ia descendo de Jerusalém para Jericó. No caminho alguns ladrões o assaltaram, tiraram a sua roupa, bateram nele e o deixaram quase morto. Por acaso um sacerdote estava descendo por aquele mesmo caminho. Quando viu o homem, passou pelo outro lado da estrada. Também um levita passou por ali. Olhou e também foi embora pelo outro lado da estrada. Mas um samaritano estava viajando por aquele caminho e chegou até ali. Quando viu o homem, ficou com muita pena dele. Chegou perto e fez curativo nele, pondo azeite e vinho nas feridas. Depois disso colocou o homem no seu próprio animal e o levou para uma pensão onde cuidou dele. No dia seguinte, entregou duas moedas de prata ao dono da pensão dizendo: ‘Tome conta dele. Na volta, quando eu passar por aqui, pagarei o que você gastar a mais com ele.’
Então Jesus perguntou ao professor da Lei:
- Na sua opinião, qual desses três foi o próximo do homem assaltado?
- Aquele que o socorreu – respondeu o professor da Lei.
- Pois vá e faça a mesma coisa – disse Jesus.” (LUCAS 10 v. 25-37)

Tenha misericórdia dos outros e Deus terá de você!
Que Deus o abençoe!

©2011 ALL RIGHS RESERVED / TODOS OS DIREITOS RESERVADOS