O DIVÓRCIO

Muitas igrejas são contra o divórcio e dizem que o que Deus uniu o homem não separa. Só que se esquecem que nem todos os casais foram unidos por Deus e sim pelo desejo de suas próprias naturezas humanas. Muitos se apaixonaram ou se iludiram com a beleza física, condições financeiras e hoje estão com o casamento fracassado.

É muito melhor se separar do que viver como muitos vivem, com ódio um do outro, desejando que o outro morra para se livrar do casamento. Deus não quer isso. Deus é amor e Ele quer que os casais se amem para não haver discórdia, ódio, ofensas, brigas, mágoas, revolta e insatisfação. Onde há esses sentimentos maus há vários espíritos malignos rodeando e perturbando as pessoas.

Deus disse que odeia o divórcio por causa da deslealdade e maldade dos homens do passado e do povo de hoje que traem suas esposas e depois querem deixá-las sem nada e também por causa das mulheres que não honram seus casamentos e quando se separam querem tudo para elas.

- Eu odeio o divórcio; Eu odeio o homem que faz uma coisa tão cruel assim. Portanto, tenham cuidado, e que ninguém seja infiel à sua mulher.” (MALAQUIAS 2 v. 16)

E quando Jesus falou a respeito do divórcio, Ele sabia que não seria bom para ninguém, principalmente quando o casal tem filhos.

É preciso que a pessoa pense bem antes de se casar. Todos ficam muito empolgados, apaixonados e cegos. Mas quando se dão conta do erro que cometeram ficam tristes e amargurados.

O divórcio pode destruir vidas. Por isso o diálogo no casamento é fundamental. O casal não pode deixar para o outro dia os problemas conjugais, porque eles vão se acumulando.

O casamento para se manter firme é necessário o amor de ambas as partes. O que acontece quando só um ama e o outro apenas gosta? O casamento acaba ou o casal vive infeliz.

Uma irmã se casou e amava muito seu marido, mas ele só gostava dela. Ela era muito atenciosa com ele, pois sempre fazia de tudo para vê-lo feliz. Mas ele não dava importância. E quando ela cobrava a atenção dele, ele respondia: “Você tem tudo: te dou comida, roupas e na sua casa tem tudo que você quer. Do que mais você precisa?”

Irmãos, um casamento precisa de amor e companheirismo, não só de bens materiais.

Essa irmã agüentou o máximo que pôde. Não contou nada a ninguém. Orava e pedia a Deus que mudasse o coração de seu esposo. Mas não havia mudança. Ela já não agüentava mais e foi conversar com o pastor de sua igreja. E ele respondeu que ela não podia se separar porque Deus odeia o divórcio.

Então ela perguntou a Deus o porquê de tanto sofrimento e se Ele não iria mudar aquele homem. E Deus respondeu: “Filha, quando você se casou, não me perguntou se isso seria bom para você nem seus pais aprovavam esse casamento. E o seu marido não muda porque ele não te ama. Eu só mudo alguém, se essa pessoa quiser ser mudada.”

Então essa irmã se separou mesmo contra a vontade do marido e do pastor. E Deus mostrou que o marido continuava do mesmo jeito, pois saiu falando mal dela para os outros.

Se uma pessoa conta que é infeliz e está se sentindo desprezada, mas seu companheiro (a) não dá importância é porque essa pessoa não a ama. Quem ama vai ouvir e vai fazer de tudo para mudar a situação.

A união que vem de Deus é baseada no amor, no respeito, na verdade, no companheirismo e na amizade. O casal que foi unido por Deus vive em harmonia e união, pois o Senhor os ensina como devem viver. Essa união ninguém desfaz porque Deus os ensinará a superar qualquer tipo de situação, ensinará os dois a serem amigos e companheiros e saibam que em tudo Deus deve estar em primeiro lugar. Os dois se tornam uma só pessoa, pois foram unidos pelo Espírito Santo de Deus. Por isso devem se respeitar e buscar sempre o bem de ambas as partes.

Um rapaz tinha acabado de se separar de sua mulher e já queria se casar novamente, mesmo antes de resolver os assuntos da separação. Ele não parou para pensar que a pessoa que se separa, primeiro deve resolver tudo que ficou pendente no outro casamento; analisar os erros que cometeu, saber o porquê do casamento não ter dado certo e precisa se libertar dos ressentimentos. Porque se nada disso for feito, a pessoa leva todos os problemas para o próximo casamento.

Mas ele insistiu e achou uma moça que se apaixonou por ele, pois ele era um rapaz muito bonito. E antes de conversar com Deus, tomaram uma decisão: começaram a namorar, se casaram e pediram a Deus para ajudá-los.

Por causa de sua decisão precipitada de não esperar uma resposta de Deus, hoje o casal vive sem amor e infeliz sem poder se separar, pois são membros de uma determinada igreja.

Veja a imaturidade dele e dela: ele ainda estava numa situação mal-resolvida e ainda gostava da sua ex-mulher. Ela ficou encantada com o rapaz e não pensou nas conseqüências. Pois quando uma moça casa-se com um homem que já foi casado e tem filhos, ela pode ter certeza que vai enfrentar muitos problemas. O homem não vai se dedicar só a ela, ele viverá dividido. Se já é difícil o casamento dar certo quando os dois nunca foram casados, imagine quando um deles já tem filhos.

Você deve estar se perguntando: “Mas o casal começou a namorar, se casou e pediu a ajuda de Deus. Por que Deus não ajudou?” O ser humano acha que deve tomar as decisões em sua vida e que Deus deve ajudar. Mas as coisas não são assim: Deus quer que o ser humano tenha paciência de esperar, pois tudo tem a sua hora certa. Mas infelizmente todos são impacientes e teimosos, por isso estão sempre fazendo as vontades de suas naturezas humanas. Porque quando o ser humano quer muito uma coisa e não tem paciência de esperar a resposta de Deus, sua própria natureza humana se responde. Mas se você orar com fé, dizendo para Deus que seja feita a vontade Dele em sua vida, com certeza Deus não deixará você cair em má situação.  

Peça a Deus que te ensine a viver bem, a ser feliz em seu casamento. Não minta para Deus, pois Ele sabe o que se passa dentro do seu coração e sabe quais são suas intenções.

Muitos crentes não vêem Deus como Pai, amigo e conselheiro. Não sabem o que estão perdendo. Se você ama alguém com o amor de Deus, você é feliz, pois cuidará da pessoa amada com carinho e respeito. Mas se você ama com esse “amor” que aprendeu no mundo, que na verdade é paixão, você é egoísta e nunca enxergará quem está ao seu lado.

O divórcio só deve ser escolhido em último caso, pois muitos problemas conjugais podem ser resolvidos com conversas e paciência de ambas as partes. Mas onde não há o amor entre o casal, a convivência se torna cada vez mais difícil. É melhor cada um seguir sua vida do que viverem se maltratando e se ofendendo.

A decisão de se divorciar é algo muito sério assim como a de se casar. Mas as pessoas se casam sem pensar no que é a vida de casado, na responsabilidade de ser casado e nas dificuldades que um casal enfrenta para manter um bom relacionamento.

As pessoas não dão prioridade ao amor durante o namoro e por isso quando se casam o que sentem é paixão. Onde não há amor, satanás tem muita facilidade para colocar um contra o outro. Só o amor faz as pessoas serem compreensivas, pacientes, carinhosas e tolerantes. Mas se não se amam começam as brigas, as ofensas, a falta de respeito, de atenção, as traições, mentiras, fingimentos e tudo o que magoa o outro. Por isso quando os casais se divorciam ficam as mágoas, ressentimentos, rancor, brigas, disputas, raiva e todo sentimento ruim que o inimigo põe dentro de cada um.

A maioria das separações não é amigável e existem vários motivos para que um casal não fique amigo um do outro depois da separação:

- disputa de bens: fazem questão de cada centavo; brigam para tirar o máximo que puderem um do outro.

- traição: a pessoa que foi traída fica desejando vingança e isso é uma grande oportunidade para satanás se alojar no coração.

- acabou a paixão: esse sentimento enganoso que mantém muitos casais juntos, um dia acaba. Então quando se separam muitas vezes um não aceita. Aí começa a perseguir o outro, não quer que ele seja feliz, recorre a feitiços, simpatias e outras coisas para trazer o outro de volta. Não vive e não quer deixar o outro viver.

- falta de atenção: um ama e o outro apenas gosta. A pessoa que ama está sempre cuidando, ajudando, compreendendo e como ser humano deseja receber o mesmo. Mas as pessoas que apenas gostam não retribuem, porque não têm amor, acabam dando prioridade a outras coisas e não cuidam de seu (a) esposo (a). E quando se dá conta que perdeu seu (a) companheiro (a) fica com raiva e não admite que foi o culpado.

- disputa pela guarda dos filhos: o caso mais comum e o mais difícil porque envolve pessoas que dependem deles. Muitos se aproveitam para ferir o outro através dos filhos: não deixam que se encontrem, contam mentiras para os filhos sobre o outro, quando deixam que o outro veja os filhos aproveitam para jogar piadas, indiretas, ofender, etc.

- inveja da felicidade do outro: quando um dos dois dá prosseguimento a sua vida se casando, progredindo no trabalho ou de outra forma que seja feliz, o outro fica com raiva por não conseguir a felicidade.

Esses são só alguns exemplos, pois os casais se separam e viram inimigos por muitos motivos. Se você vive essa situação procure a ajuda de Deus. Ele pode te libertar dessa escravidão e te transformar numa nova pessoa. Se o seu ex-esposo (a) mesmo vendo sua mudança não quiser se tornar seu amigo (a), não guarde mágoas ou ressentimentos. Deus vê todas as coisas e conhece seu coração.

Deus quer ver as pessoas felizes. Mas as pessoas deixam de viver para fazer mal ao outro, deixam satanás dominar seus corações porque não esquecem o passado. Não percebem que a separação é uma oportunidade de recomeçar.     

Irmãos libertem-se disso. Recomecem suas vidas: limpem seus corações, perdoem o outro, cuidem de seus filhos, pois eles não têm culpa dos seus erros e precisam do amor e da atenção dos dois.

Você não é obrigado a conviver com seu ex-esposo (a). O que você deve fazer é agir de maneira civilizada e se libertar das mágoas e maus sentimentos.

Muitos saem de um casamento e começam outro sem dar um tempo para se conhecerem e saber se é isso mesmo que devem fazer. Depois de algum tempo se separam e começam outro relacionamento. Não percebem que estão arrumando problemas com pessoas diferentes, principalmente quando têm filhos.

A pessoa que se separa deve dar um tempo para construir outra família e precisa ver se realmente está preparado para viver a dois. Ore e pergunte a Deus se você deve se casar de novo, espere o tempo do Senhor. É melhor ficar solteiro do que viver casado e infeliz.

Abram seus olhos e aproveitem a nova oportunidade de refazer sua vida. Busque o amor de Deus, se aproxime Dele, peça ao Espírito Santo para te libertar e te encher de ânimo para viver sua vida. Seja qual for sua situação, Deus tem a solução!

Que Deus o abençoe!

©2011 ALL RIGHS RESERVED / TODOS OS DIREITOS RESERVADOS