A JUSTIÇA DE DEUS

A justiça de Deus é muito diferente da justiça que se aplica neste mundo.

Deus julga as pessoas de acordo com suas intenções e perdoa de acordo com o arrependimento. A justiça dos homens julga baseada em acusações (que em alguns casos podem ser falsas), em provas (algumas vezes duvidosas) e perdoa muitas vezes mesmo sem o culpado ter se arrependido.

Deus quando dá uma sentença ou corrige alguém, Ele sabe perfeitamente o que aconteceu e o que se passou na mente e no coração daquele que cometeu o erro. Ou seja, Deus jamais erra em seu julgamento. Na justiça dos homens, muitas vezes o culpado é declarado inocente e o inocente culpado, porque as pessoas que julgam não sabem exatamente o que aconteceu.

Em alguns casos a verdade está mais do que clara, mas por causa de brechas na lei ou por causa de as pessoas acusadas terem dinheiro e influência, a sentença é favorável ao culpado.

É bom deixar claro que tudo que acontece tem a permissão de Deus e que todos devem respeitar as leis. Mas as pessoas que são encarregadas de julgar e favorecem os outros para receberem algum benefício, prestarão contas ao Deus Todo-Poderoso. E as pessoas que usarem suas riquezas ou sua influência para serem beneficiadas, também prestarão contas a Deus. Como dizem as Escrituras Sagradas: Tu não queres nada com juízes desonestos, pois eles fazem a injustiça parecer justiça, ajuntam-se para prejudicar as pessoas honestas e condenam à morte os inocentes. Ele castigará esses juízes por causa das injustiças que eles têm cometido; o Senhor, nosso Deus, os destruirá por causa dos seus atos de maldade.” (SALMOS 94 v. 20-21, 23)

Muitos acham que Deus não se importa com o que acontece nesta terra. Estão enganados. Deus corrige e dá oportunidades para que as pessoas se arrependam e façam o que é certo. Mas as pessoas, principalmente aquelas que ocupam cargos de autoridade nesta terra ou são muito ricas e influentes, não enxergam essas oportunidades nem dão atenção às correções de Deus.

As coisas acontecem porque todos são desobedientes a Deus. Se o povo é explorado é porque elegem pessoas erradas para estarem no comando. Até brigam e discutem para defender seus candidatos. Por outro lado, as pessoas que estão no comando usam seu poder para beneficiar os seus e não dão nenhuma importância a quem precisa.

Tomem cuidado. Deus vê todas as coisas e ninguém escapará do julgamento de Deus.

Um servo perguntou a Deus: “O Senhor acha justo que as pessoas sofram com doenças que não têm cura? Que passem fome? Que vivam mendigando? Que sofram com as desgraças que acontecem em suas famílias?”

E Deus disse: “Você acha justo que as pessoas desejem o mal as outras? Que humilhem os outros por terem melhores condições financeiras? Que odeiem as outras? Que tirem a vida das outras? Que sejam orgulhosas, invejosas e fofoqueiras? Que os que têm condições não ajudem os que precisam? Que os filhos maltratem seus pais? Você acha certo que acreditem em tudo nesse mundo, mas não acreditem que existe um Deus que os criou, o qual elas devem amar, honrar e obedecer como Pai e Criador?”          

Os seres humanos pensam que Deus não vê com que intenção eles fazem as coisas e se esquecem que Deus conhece os segredos mais íntimos de nossa alma. Por isso, todo aquele que fizer o mal ao seu irmão, será cobrado por Deus. Então, meus irmãos, pensem bem antes de fazer o mal ao seu irmão. Não se esqueçam que o Senhor é um Deus justo. “Deus sabe por onde você anda e vê tudo o que você faz. Você pode pensar que tudo o que faz é certo, mas o Senhor julga as suas intenções.” (PROVÉRBIOS 5 v. 21/16 v. 2)

A justiça de Deus, como já foi dito, se baseia na intenção das pessoas e no que levou a pessoa a cometer um erro. Preste atenção nesses dois casos:

1º- Uma esposa era muito dedicada ao seu marido, mas ele sempre saía com outras mulheres e dizia: “Não posso fazer nada se sou bonito e as mulheres me querem.”

2º- Uma mulher trabalhava muito e sempre deu prioridade a sua carreira profissional. Seu marido sempre a chamava para sair e namorar, mas ela estava sempre estressada, cansada ou com outros compromissos. Certa vez seu marido encontrou uma antiga amiga e por estar carente, acabou tendo um relacionamento com ela.

Pela Lei de Deus é pecado cometer adultério. E quem peca, paga um preço por seu erro. Mas Deus que julga as intenções cobrará a cada um de forma diferente. No primeiro caso, o marido traía e humilhava sua esposa, e com certeza pagará um preço alto. No segundo caso a mulher teve culpa em ser traída. É claro que não justifica o erro do marido, mas Deus não o julgará da mesma forma que o marido do primeiro caso.

O que Deus quer que as pessoas entendam é que todos estão sujeitos ao erro. Mas que em nenhum caso justifica você fazer o mal ao outro. E se você comete um erro, Deus sabe o porquê e se você se arrepender, Ele te perdoará, mas cobrará, para que você aprenda a não errar mais.

A cobrança feita pela justiça dos homens é errada em muitos casos. Por exemplo: se uma pessoa simples roubar um alimento na intenção de alimentar sua família, e for pega, ela é condenada e passará alguns anos na prisão (que como vocês sabem, na maioria das vezes, estão superlotadas e o tratamento é desumano). Mas se uma autoridade, por exemplo um prefeito de uma cidade, desviar milhões que seriam usados para alimentar e cuidar de centenas de pessoas, e for descoberto, ele ficará numa prisão especial, se tiver nível superior, com tratamento diferenciado, podendo até responder em liberdade.

Isso está errado! Se uma pessoa cursou uma faculdade, teve condições de estudar no exterior ou tem conhecimento da lei, e mesmo assim comete um erro, ela deve pagar ainda mais porque sabe que está errada e poderia ter evitado esse erro. Como dizem as Escrituras Sagradas: O empregado que sabe qual é a vontade do patrão, mas não se prepara e não faz o que ele quer, será castigado com muitas chicotadas. Mas o empregado que não sabe o que o patrão quer e faz alguma coisa que merece castigo, esse empregado será castigado com poucas chicotadas. Assim será pedido muito de quem recebe muito; e, daquele a quem muito é dado, muito mais será pedido.(LUCAS 12 v. 47-48)

Deus julga dessa forma: se você faz o mal consciente de que prejudicará alguém, o peso do seu pecado será ainda maior e seu castigo também será muito mais pesado. Portanto, cuidado com o que você anda fazendo com as pessoas, porque Deus está te observando e cobrará cada lágrima que você fizer os outros derramarem.        

Da maneira que algumas igrejas pregam parece que Deus apóia as coisas erradas que o povo faz. Elas dizem que quando aceitaram Jesus, seus pecados foram perdoados e jogados no mar do esquecimento. E mesmo depois que estão na igreja continuam fazendo o que é errado (fofocas, discriminação, orgulho, falsidade, traição...).

Não confundam o Deus Eterno com essa gente, porque Ele não tem nada a ver com esse povo. Em primeiro lugar, Deus cobra a todos pelos erros que cada um comete. Se você se arrepende de seus erros, Ele te dará força e tranqüilidade para passar pelos momentos de cobrança: tudo que você fez ou faz de errado com os outros farão com você. Mas se você se acha justo, que não comete erros ou que seus pecados foram lançados no mar do esquecimento e por isso você não pagará por eles, tome muito cuidado, porque na hora da cobrança, Deus não estará com você, pois Ele só ajuda a quem reconhece que é um pecador, se arrepende de seus erros e procura Sua ajuda. Preste atenção no que dizem as Escrituras Sagradas: “Se Deus não deixou de castigar os judeus, que são como galhos naturais, vocês acham que Ele vai deixar de castigar vocês?” (ROMANOS 11 v. 21)

As Escrituras Sagradas dizem que não há nenhum justo. Vocês acham que Deus não corrigirá vocês? Vocês se acham melhores do que o povo de Israel, o povo escolhido por Deus? Davi era segundo coração de Deus, mas Deus o cobrou pelos seus erros e mesmo assim Davi não deixou de amar a Deus; aceitou a correção e agradeceu, pois sabia que era um pecador.

Deus nos corrige porque Ele quer que Seus filhos sejam pessoas corretas, que façam o bem e tenham misericórdia dos outros, pois todos cometem erros. “Quando somos corrigidos, isso no momento nos parece motivo de tristeza e não de alegria. Porém, mais tarde, os que foram corrigidos recebem uma vida correta e de paz.” (HEBREUS 12 v. 11)

Todos são maus, pecadores e desobedientes. Você não pode deixar que o orgulho te cegue ou que a certeza de que já está salvo, te afaste de Deus, pois ainda será julgado. Você deve agradecer todos os dias pela misericórdia de Deus em sua vida. Todos os dias Ele te dá oportunidade de se arrepender dos seus erros. As dificuldades que você enfrenta são oportunidades para pedir a ajuda de Deus e reconhecer que você é nada sem Ele. “Será que você já reconheceu diante de Deus que você sofreu por causa dos seus pecados e que prometeu que não vai pecar mais? Será que você pediu a Deus que lhe mostrasse as suas faltas e resolveu parar de praticar o mal? Se você peca, isso não atinge a Deus lá no alto; as suas faltas, por muitas que sejam, não vão prejudicar a Deus. Se você faz o bem, não está ajudando a Deus; Ele não precisa de nada que é seu. São os outros que sofrem por causa dos pecados que você comete; e são eles que são ajudados quando você pratica o bem.” (JÓ 34 v. 31-32 / 35 v. 6-8)

O seu sofrimento não pode ser uma desculpa para ser mau e fazer maldades com os outros. Se você já sofreu por alguém, não faça os outros sofrer, pois se doeu em você, também doerá no seu irmão.

Ninguém sofre injustamente! Ninguém morre por engano! Deus sabe de todas as coisas e conhece o coração de cada pessoa. Depois que as pessoas morrem, o povo diz que elas eram boas, pessoas decentes. Só Deus sabe o que cada pessoa é.

Existe muita gente má nessa terra. Quando se fala em maldade o povo acha que é só quem mata, rouba, seqüestra, estupra. Mas não é só isso. Maldade é você discriminar as pessoas, caçoar dos outros, fazer piadas para ofender os outros como muitos fazem, humilhar, enganar, trair, ofender, desprezar, odiar, fazer macumba, usar de desonestidade, falsidade, julgar, fazer fofoca, desejar o mal àquela pessoa, se aproveitar dos outros... Tudo isso as pessoas acham normal, mas machuca o coração dos outros. Se acontece uma tragédia com as pessoas que fazem essas coisas, todos acham injustiça, mas não sabem o que elas faziam com os outros e como eram seus corações.

Se olharem para dentro de vocês e pedirem para Deus lhes mostrar quem realmente são, verão quanta podridão existe dentro dos seus corações. Muitos mentem, enganam, fazem comentários maldosos sobre os outros, são orgulhosos, não pedem perdão quando estão errados, são apegados ao dinheiro, dão más respostas aos seus pais, sentem inveja... Meus irmãos, vocês precisam mudar essa maneira de agir! Não esperem que aconteça algo de ruim com vocês ou com suas famílias para que seus corações sejam quebrantados, pois se isso for necessário, Deus deixará que aconteça. 

O que Deus quer é que você admita que há muitas coisas ruins dentro de você que precisam ser retiradas e que você precisa mudar sua maneira de agir para que Deus possa te ajudar e te proteger da maldade deste mundo.

Muitos acham Deus injusto, pois quando estão passando por determinada situação de sofrimento dizem: “O que foi que eu fiz para merecer isso, sou uma pessoa que não faço mal a ninguém e tenho um bom coração?” Tome cuidado quando abrir sua boca para dizer que Deus é injusto. Você que é injusto e tem um coração cheio de maldade. Qual ser humano que realmente obedece a Deus e ama ao seu próximo? Nenhum. “Como dizem as Escrituras Sagradas: Não há uma só pessoa que faça o que é certo; não há ninguém que tenha juízo; não há ninguém que adore a Deus. Todos se desviaram do caminho certo, todos se perderam.” (ROMANOS 3 v. 10-12)

Deus criou leis para que o mundo tivesse ordem, pois Ele faz com que Sua Lei seja cumprida. A desordem e a maldade dos dias em que vivemos são causadas pela desobediência à Lei de Deus. As pessoas sofrem as conseqüências de serem desobedientes.  

Da justiça desse mundo é fácil de escapar, pois é falha, cheia de brechas e em muitos casos não é aplicada. Mas quem escaparáda justiça de Deus? Se você é desobediente, o mal que você fizer nesta terra, você pagará. Não faça aos outros aquilo que não quer que façam com você.

Lembre-se que Deus corrige quem Ele ama. Quando você estiver passando por uma situação difícil lembre-se da justiça de Deus, reconheça seus erros e pare de fazer o que é mau. Peça perdão a Deus e aceite com alegria a correção, pois é uma oportunidade que Deus está te dando para se arrepender e ir descansar com Ele. Preste atenção nesse ensinamento:

“Ó Deus Eterno, quem tem o direito de morar no Teu Templo?
Quem pode viver no Teu santo monte?
Só tem esse direito aquele que vive uma vida correta,
que faz o que é certo e é sincero no que diz.        
Ele não fala mal dos outros, nem prejudica os seus amigos
e não espalha boatos a respeito dos seus vizinhos.
Ele cumpre o que promete, mesmo com prejuízo próprio,
Empresta sem cobrar juros e não aceita dinheiro para ser testemunha contra pessoas inocentes. Aquele que age assim estará sempre seguro.” (SALMOS 15 v. 1-5)

Deus te prepara para uma vida celestial e é por isso que Ele corrige a todos.

Antes de você pensar que Deus é injusto, analise sua vida e veja se o conhece, se já deixou Ele agir em sua vida. Não fale daquilo que não conhece. Se você não acredita em Deus nem na Sua justiça, cuidado para não ser pego de surpresa no Dia do Juízo e ser condenado ao inferno.

Que Deus o abençoe!

©2011 ALL RIGHS RESERVED / TODOS OS DIREITOS RESERVADOS