RECONHECIMENTO

As Escrituras Sagradas ensinam que o sofrimento vem da desobediência e do não reconhecimento das más ações.

Do Antigo Testamento ao Novo Testamento o ensinamento é que devemos nos arrepender e reconhecermos diante de Deus que somos pecadores.

“Jesus também contou esta parábola para os que achavam que eram muito bons e desprezavam os outros:
- Dois homens foram ao Templo para orar. Um era fariseu, e o outro, cobrador de impostos. O fariseu ficou de pé e orou sozinho, assim: ‘Ó Deus, eu Te agradeço porque não sou avarento, nem desonesto, nem imoral como as outras pessoas. Agradeço-te também porque não sou como este cobrador de impostos. Jejuo duas vezes por semana e te dou a décima parte de tudo o que ganho.’ Mas o cobrador de impostos ficou de longe e nem levantava o rosto para o céu. Batia no peito e dizia: ‘Ó Deus, tem pena de mim, pois sou pecador!’
E Jesus terminou, dizendo:
- Eu afirmo a vocês que foi este homem, e não o outro, que voltou para casa em paz com Deus. Porque quem se engrandece será humilhado, e quem se humilha será engrandecido.” (LUCAS 18 v. 9-14)

Muitas vezes Deus vem nos ajudar quando estamos passando por situações difíceis. Mas, em vez de reconhecermos a bondade e a misericórdia que Deus está tendo por nós naquele momento, mudar de vida reconhecendo que a situação difícil a qual estamos passando foi causada pela desobediência, nós achamos que somos corretos e continuamos agindo como ignorantes.

Fazemos de tudo para agradar filhos, esposo (a), amigos, parentela...  Mas a quem deveríamos agradar, que é o nosso Deus e Pai com nosso reconhecimento, não fazemos.

Reconheça quando estiver passando por uma situação difícil, que as dificuldades são os frutos do que você plantou no passado. “Não se enganem: ninguém zomba de Deus. O que uma pessoa plantar, é isso mesmo que colherá. Se plantar no terreno da sua natureza humana, desse terreno colherá a morte. Porém, se plantar no terreno do Espírito de Deus, desse terreno colherá a vida eterna. Não nos cansemos de fazer o bem. Pois, se não desanimarmos, chegará o tempo certo em que faremos a colheita.” (GÁLATAS 6 v. 7-9)

Se você fizer isso de coração vai deixar seu Pai, o Deus Todo-Poderoso, muito feliz.
Davi reconheceu diante de Deus que era um pecador, se arrependeu e aceitou a correção de Deus.

“Enquanto não confessei o meu pecado,
eu me cansava, chorando o dia inteiro.
De dia e de noite, tu me castigaste,
ó Deus, e as minhas forças se acabaram
como o sereno que seca no calor do verão.

Então eu Te confessei o meu pecado
e não escondi a minha maldade.
Resolvi confessar tudo a Ti,
e Tu perdoaste todos os meus pecados.

Por isso, nos momentos de angústia,
todos os que são fiéis a Ti devem orar.
Assim, quando as grandes ondas
de sofrimento vierem, não chegarão até eles.” (SALMO 32 v. 3-6)

O reconhecimento nos leva a enxergar o mal que causamos a nós mesmos, devido às más ações que praticamos. E isso nos leva a entender o porquê de muitas coisas que acontecem nesse mundo; a não pensar que Deus é injusto e a sermos pessoas misericordiosas com nossos irmãos. 

Infelizmente o ensinamento de hoje só deixa os seres humanos mais orgulhosos: pensam que Deus tem obrigação de dar tudo que eles precisam; não reconhecem que são pecadores, discriminam os outros, e ainda acham que sofrem por serem seguidores de Jesus.

No passado muitos dos seguidores de Jesus sofreram perseguições porque não existia democracia. Hoje o ser humano pode fazer tudo que quer: se quiser fazer o bem ou o mal ninguém vai impedi-lo. Por isso o Espírito de Deus ensina que o sofrimento vem da natureza humana com seus maus desejos.
“De onde vêm as lutas e as brigas entre vocês? Elas vêm dos maus desejos que estão sempre lutando dentro de vocês. Vocês querem muitas coisas; mas, como não podem tê-las, estão prontos até para matar a fim de consegui-las. Vocês as desejam ardentemente; mas, como não conseguem possuí-las, brigam e lutam. Não conseguem o que querem porque não pedem a Deus. E, quando pedem, não recebem porque os seus motivos são maus. Vocês pedem coisas a fim de usá-las para os seus próprios prazeres. Gente infiel! Será que vocês não sabem que ser amigo do mundo é ser inimigo de Deus? Quem quiser ser amigo do mundo se torna inimigo   Deus.” (TIAGO 4 v. 1-4)

Por não ter conhecimento que o sofrimento é o resultado das más ações, o crente não se humilha diante do Criador para receber o perdão pelos seus pecados. E com isso não se arrepende do que fez, e continua fazendo as mesmas coisas que fazia antes de ir para a igreja. Porque quem realmente reconhece que Jesus é o seu Senhor e Salvador não continua pecando. “Se dizemos que não temos pecados, estamos nos enganando, e não há verdade em nós. Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, Ele cumprirá a Sua promessa e fará o que é correto: Ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda maldade. Se dizemos que não temos cometido pecados, fazemos de Deus um mentiroso, e a Sua mensagem não está em nós.

Meus filhinhos, não deixem que ninguém os engane. Aquele que faz o que é correto é correto, assim como Cristo é correto. Quem continua pecando pertence ao Diabo porque o Diabo peca desde a criação do mundo. E o Filho de Deus veio para isto: para destruir o que o Diabo tem feito. Quem é filho de Deus não continua pecando, porque a vida que Deus dá permanece nessa pessoa. E ela não pode continuar pecando, porque Deus é o seu Pai. A diferença clara que existe entre os filhos de Deus e os filhos do Diabo é esta: quem não faz o que é correto ou não ama o seu irmão não é filho de Deus.”
(I JOÃO 1 v. 8-10 / 3 v. 7-10)

Muitos usam as Escrituras Sagradas para ensinar os outros erradamente, dizendo que as más ações que você praticava antes de conhecer os ensinamentos de Deus, Ele não leva em conta. Isso é mentira, pois a própria Escritura diz:
“As multidões iam se encontrar com João para serem batizadas por ele. Ele dizia a todos:
- Ninhada de cobras venenosas! Quem disse que vocês escaparão do terrível castigo que Deus vai mandar? Façam coisas que mostrem que vocês se arrependeram dos seus pecados. E não digam uns aos outros: ‘Nós somos descendentes de Abraão.’ Pois eu afirmo a vocês que até destas pedras Deus pode fazer descendentes de Abraão! O machado já está pronto para cortar as árvores pela raiz. Toda árvore que não dá frutas boas será cortada e jogada no fogo.” (LUCAS 3 v. 7-9)

De quais pecados João estava falando? Daqueles que as pessoas cometeram antes de conhecer os ensinamentos de Deus.

Quando a pessoa olha para trás e vê o que já fez de errado e sente vergonha do que fez, isso mostra o reconhecimento de seus erros e o arrependimento.

Paulo reconheceu que era um pecador e que Deus é bom e misericordioso.
“Agradeço a Cristo Jesus, o nosso Senhor, que me tem dado forças para cumprir a minha missão. Eu lhe agradeço porque Ele achou que eu era merecedor e porque me escolheu para servi-lo. Ele fez isso apesar de eu ter dito blasfêmias contra Ele no passado e de o ter perseguido e insultado. Mas Deus teve misericórdia de mim, pois eu não tinha fé e por isso não sabia o que estava fazendo.

O ensinamento verdadeiro e que deve ser crido e aceito de todo o coração é este: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior.” (I TIMÓTEO 1 v. 12-13, 15)

Paulo foi um grande pregador do Evangelho. Mas tudo que Paulo fez aos seguidores de Jesus fizeram com ele: sofreu perseguições, foi surrado, preso e para que não ficasse orgulhoso Deus deixou que contraísse uma doença. “Mas, para que não ficasse orgulhoso demais por causa das coisas maravilhosas que vi, eu recebi uma doença dolorosa, que é como um espinho no meu corpo. Ela veio como um mensageiro de Satanás para me dar bofetadas e impedir que eu ficasse orgulhoso.”
(II CORÍNTIOS 12 v. 7)

Ajoelhe-se diante do teu Pai, o Deus Todo-Poderoso, e reconheça que o teu sofrimento é o resultado das más ações que praticou no passado. Peça perdão e deixe o Espírito Santo de Deus dirigir sua vida. Se entregue a Deus de corpo, alma, mente e coração. “Portanto, não deixem que o pecado domine o corpo mortal de vocês e faça com que vocês obedeçam aos desejos pecaminosos da natureza humana. E também não entreguem nenhuma parte do corpo de vocês ao pecado, para que ele a use a fim de fazer o que é mau. Pelo contrário, como pessoas que foram trazidas da morte para a vida, entreguem-se completamente a Deus, para que Ele use vocês a fim de fazerem o que é direito. O pecado não dominará vocês, pois vocês não são mais controlados pela lei, mas pela graça de Deus.” (ROMANOS 6 v. 12-14)

Todo ser humano precisa reconhecer diante de Deus que é um pecador e que precisa da ajuda Dele para se libertar da natureza humana má, desobediente e orgulhosa. Enquanto você não reconhecer diante de Deus que é um pecador, o Espírito Santo não poderá começar o trabalho em sua vida.

“Então vi outro anjo voando muito alto, com uma mensagem eterna do evangelho para anunciar aos povos da terra, a todas as raças, tribos, línguas e nações.
Ele disse com voz forte:
- Temam a Deus e louvem a Sua glória, pois já chegou a hora de Deus julgar a humanidade. Adorem Aquele que fez o céu, a terra, o mar e as fontes das águas!
E o anjo continuou:
- Não faça segredo das palavras proféticas deste livro, pois o tempo de acontecerem essas coisas está perto. Quem é mau, que continue a fazer o mal, e quem é imundo, que continue a ser imundo. Quem é bom, que continue a fazer o bem, e quem é dedicado a Deus, que continue a ser dedicado a Deus.
- Escutem! - diz Jesus. - Eu venho logo! Vou trazer Comigo as Minhas recompensas, para dá-las a cada um de acordo com o que tem feito. Eu Sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim.
Felizes as pessoas que lavam as suas roupas, pois assim terão o direito de comer a fruta da árvore da vida e de entrar na cidade pelos seus portões!  Mas fora da cidade estão os que cometem pecados nojentos, os feiticeiros, os imorais e os assassinos, os que adoram ídolos e os que gostam de mentir por palavras e ações.
- Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para anunciar essas coisas a vocês nas igrejas. Eu Sou o famoso descendente do rei Davi. Sou a brilhante estrela da manhã.
O Espírito e a Noiva dizem:
 -Venha!
Aquele que ouve isso diga também:

- Venha!
Aquele que tem sede venha. E quem quiser receba de graça da água da vida.” (APOCALIPSE 14 v. 6-7 / 22 v. 10-17 / 22 v. 10-17)

Leia no livro EU SOU QUEM SOU o capítulo NÃO BASTA SE CONVERTER É PRECISO SE ARREPENDER.

Que Deus o abençoe!

©2011 ALL RIGHS RESERVED / TODOS OS DIREITOS RESERVADOS