SEXO É PECADO?

Muitos associam o sexo ao pecado. Não é pecado você ter uma relação sexual, onde os dois se realizem com amor, desde que sejam marido e mulher. Pois tudo que é feito com amor dentro do casamento é abençoado por Deus.

Existem religiões que condenam a mulher que se realiza sexualmente. Mas Deus não condena, pois Ele nos criou com sentimentos. Tanto o homem como a mulher sente desejos, pois são carne da mesma carne e ossos dos mesmos ossos.

Muitos acreditam que Adão e Eva pecaram por praticarem o sexo. Mas na verdade o pecado que eles cometeram foi a desobediência a uma ordem de Deus.

“Então o Senhor Deus pôs o homem no jardim do Éden, para cuidar dele e nele fazer plantações. E o Senhor deu ao homem a seguinte ordem:
-  Você pode comer as frutas de qualquer árvore do jardim, menos da árvore que dá o conhecimento do bem e do mal. Não coma a fruta dessa árvore; pois, no dia em que você a comer, certamente morrerá.” (GÊNESIS 2 v. 15-17)

Meus irmãos, vocês são enganados porque não lêem a Bíblia. E com isso vivem oprimidos respeitando ensinamentos humanos, pensando que estão obedecendo a Deus.

Um pregador disse que a mulher que coloca uma camisola sensual e se arruma para o marido para terem uma relação sexual é uma pecadora, porque entristece o Espírito Santo de Deus. E ainda disse que a mulher que tem esse comportamento é uma mulher vulgar. Para ele a mulher que deseja agradar o marido é aquela que cuida da casa e dos filhos. Esse pastor é um guia cego como aqueles fariseus de quem Jesus fala nas Escrituras.

São pregações como estas que entristecem o Espírito Santo de Deus, pois essas pessoas ignorantes e sem sabedoria divina usam o nome de Deus para ensinar coisas que escravizam e oprimem as pessoas. Não foi à toa que Jesus disse que o povo estava enganado a respeito do que é pecado e do julgamento de Deus.

Pecado é você falar mal dos outros, mentir, xingar, reparar os erros dos outros, fofocar, discriminar e condenar seus irmãos que não são da igreja dizendo que eles vão para o inferno. Pecado é o marido oprimir sua mulher por ela ter desejos, por ela querer se arrumar, se cuidar e trair sua esposa com outras mulheres bem arrumadas, bonitas e sensuais. Pecado é a mulher da igreja discriminar e falar mal das mulheres que procuram se arrumar e serem felizes com seus maridos, quando na verdade tem inveja e gostaria de fazer o mesmo. Se você faz essas coisas, pode ter certeza que está pecando e entristecendo o coração de Deus.       

Vemos irmãs na igreja amarguradas, revoltadas, deprimidas, ansiosas porque não sentem amor, não se realizam sexualmente, pois acham que isso é pecado.

Uma pessoa que não sente amor não é feliz, não ama ninguém, nem mesmo o Deus Todo-Poderoso. Uma pessoa sem amor é cheia de ódio, inveja e começa a falar mal das outras que são felizes. E isso é pecado.

Muitos sofrem e vivem reprimidos porque acreditam fielmente em falsos mestres de igreja: vocês estão cegos obedecendo a ensinamentos humanos porque não oram e não pedem sabedoria divina a Deus e também porque não lêem a Bíblia. Preste atenção nessa revelação:

“Eu estou escrevendo isso a vocês a respeito dos que estão tentando enganá-los. Mas sobre vocês Cristo tem derramado o Seu Espírito. Enquanto o Seu Espírito estiver em vocês, não é preciso que ninguém os ensine. Pois o Espírito ensina a respeito de tudo, e os Seus ensinamentos não são falsos, mas verdadeiros. Portanto, obedeçam aos ensinamentos do Espírito e continuem unidos com Cristo.” (I JOÃO 2 v. 26-27)

Isso quer dizer que o Espírito Santo pode ensinar sobre todos os assuntos: sexo, desejos, gravidez... e todas as coisas que você tiver dúvidas.

Os casais devem se amar, se entregar um ao outro. As relações sexuais devem fazer parte de seu casamento, pois ambos têm desejos sexuais. É por isso meus irmãos, que o sexo não deve ser visto como pecado, mas sim, como um ato de muita responsabilidade e amor. Preste atenção nesse ensinamento: “Que os dois não se neguem um ao outro, a não ser que concordem em não ter relações por algum tempo a fim de se dedicar à oração. Mas depois devem voltar a ter relações, a fim de não caírem nas tentações de satanás por não poderem se dominar.” (I CORÍNTIOS 7 v. 5)

Converse com seu companheiro (a), diga do que você gosta e não gosta, esteja sempre pronto para ouvir e procure entender o outro. Uma relação sexual só pode ser prazerosa quando ambos estão com vontade.

Marido seja carinhoso com sua esposa. Veja se ela está bem para ter uma relação sexual. Lembre-se que a mulher não é igual ao homem, pois ela precisa de tempo para se realizar sexualmente. Por isso namore, faça carinho no corpo de sua esposa, deixe-a bem à vontade para que a relação seja satisfatória. Não é pecado fazerem carícias no corpo um do outro. Se fosse pecado Deus não teria feito nosso corpo com vários pontos sensíveis. Deus fez isso para que a relação sexual fosse prazerosa. Preste atenção nessa passagem bíblica:

“Este é o Cântico dos Cânticos, a mais bela das canções de Salomão.
Que os seus lábios me cubram de beijos! O seu amor é melhor do que o vinho. O seu perfume é suave; o seu nome é para mim como perfume derramado. Nenhuma mulher poderia deixar de amá-lo. Leve-me com você! Vamos depressa! Seja o meu rei e leve-me para o seu quarto.
Eu me sinto feliz nos seus braços, e os seus carinhos são doces para mim. Ele me levou ao salão de festas, e ali nós nos entregamos ao amor.
Como são deliciosas as suas carícias, minha namorada, minha noiva! O seu amor é melhor do que o vinho; o seu perfume é o mais agradável que existe. Os seus lábios têm gosto de mel, minha querida. A sua língua é para mim como leite e mel, e os seus vestidos têm o cheiro dos montes Líbanos. Eu estou tremendo. Você me deixou ansioso para amar, tão ansioso como um condutor de carros de guerra para entrar na batalha.
O seu umbigo é uma taça onde não falta vinho. A sua cintura é como um feixe de trigo cercado de lírios. Você é tão graciosa como uma palmeira; os seus seios são como cachos de tâmaras. Vou subir na palmeira e colher os seus frutos. Os seus seios são para mim como cachos de uvas. A sua boca tem o perfume das maçãs, e os seus beijos são como vinho delicioso.”
(CÂNTICO 1 v. 1-4 / 2 v. 3-4 / 4 v. 10-11 / 6 v. 12 / 7 v. 2, 7-9)

Se fosse pecado ter uma relação sexual com prazer estas palavras não estariam escritas na Bíblia. Pois o amor, a confiança, a admiração e o prazer de estarem juntos é que farão de vocês um casal feliz.

Você, mulher, não tenha medo de dizer para seu marido quando não estiver bem para ter uma relação sexual. Mas tenha cuidado para não ser grosseira: converse com ele e diga o que está sentido ou o que te incomoda, para que os dois juntos orem e levem seu problema a Deus. Onde existe amor, existe a compreensão. Não guarde seus sentimentos para que o inimigo não transforme isso em raiva, rejeição ou vergonha.

O casal deve ser unido para poder resolver seus problemas. Mas se isso não acontece no seu casamento, leve sua situação a Deus e não a pessoas que não podem te ajudar ou que possam te dar conselhos errados, te discriminar e piorar ainda mais sua situação. Peça ao Espírito Santo para lhe ensinar e te dar discernimento para não ser enganado.

Muitos vivem infelizes e pensam que estão agradando a Deus. Irmão, Deus é amor! Ele não quer que vivamos infelizes. Se você é infeliz, não pode aprender o que Jesus ensinou. Pois como é que um ser humano infeliz vai amar a Deus e a seu próximo?

Não sejam escravos de ensinamentos humanos. Vocês têm um Pai que está no céu. Este sim, pode responder o que é pecado e o que não é.

Que Deus o abençoe!

©2011 ALL RIGHS RESERVED / TODOS OS DIREITOS RESERVADOS