TODOS SÃO CULPADOS!

“Nós vemos que o castigo de Deus cai do céu contra todo o pecado e contra toda maldade dos seres humanos que, por meio das suas más ações, não deixam que a verdade seja conhecida. Deus castiga essas pessoas porque o que se pode conhecer a respeito de Deus está bem claro para elas, pois foi o próprio Deus que lhes mostrou isso. Desde que Deus criou o mundo, as Suas qualidades invisíveis, isto é, o Seu poder eterno e a Sua natureza divina, têm sido vistas claramente. Os seres humanos podem ver tudo isso nas coisas que Deus tem feito e, portanto, eles não têm desculpa nenhuma. Eles sabem quem Deus é, mas não lhe dão a glória que Ele merece e não lhe são agradecidos. Pelo contrário, os seus pensamentos se tornaram tolos, e a sua mente vazia está coberta de escuridão. Eles dizem que são sábios, mas são tolos. Em vez de adorarem ao Deus imortal, adoram ídolos que se parecem com seres humanos, ou com pássaros, ou com animais de quatro patas, ou com animais que se arrastam pelo chão.

E, como não querem saber do verdadeiro conhecimento a respeito de Deus, Ele entregou os seres humanos aos seus maus pensamentos, de modo que eles fazem o que não devem. Estão cheios de todo tipo de perversidade, maldade, ganância, vícios, ciúmes, crimes de morte, brigas, mentiras e malícia. Caluniam e falam mal uns dos outros. Têm ódio de Deus e são atrevidos, orgulhosos e vaidosos. Inventam maneiras de fazer o mal, desobedecem aos pais, são imorais, não cumprem a palavra, não têm amor por ninguém e não têm pena dos outros. Eles sabem que o mandamento de Deus diz que aqueles que fazem essas coisas merecem a morte. Mas mesmo assim continuam a fazê-las e, pior ainda, aprovam os que fazem as mesmas coisas que eles fazem.” (ROMANOS 1 v. 18-23, 28-32)

Todos precisam se conscientizar que são desobedientes, injustos e imperfeitos; precisam se arrepender para que sejam merecedores da misericórdia de Deus. No dia que olharem para dentro de si mesmos, verão quem realmente são.

- São imperfeitos, mas querem que os outros sejam perfeitos;
- São maus, mas querem que os outros sejam bons com vocês;
- São impacientes, mas querem que os outros tenham paciência com vocês;
- São injustos com os outros, mas pedem que Deus castigue quem é injusto com vocês;
- São cheios de pecados, mas só reparam os pecados dos outros;
- Quando estão aborrecidos não medem as palavras e ofendem os outros, mas quando alguém os ofende ficam tristes ou com raiva.

Por isso quando se sentir rejeitado, lembre-se que já rejeitou alguém. Quando se sentir prejudicado, lembre-se que já prejudicou alguém. Para que Deus os perdoe precisam perdoar os outros; para que Deus tenha misericórdia, precisam ter misericórdia dos outros.    

Precisamos vigiar nossa língua e verificar o que há dentro do nosso coração, pois é dele que sai o bem ou o mal; ou somos obedientes ou desobedientes. E ter muito cuidado, porque muitas vezes vocês dizem coisas que atraem maldições para suas vidas.

Um homem contou que sua esposa só queria andar de carro importado e já teve seus carros roubados várias vezes. Ele conversou com ela e disse que ela tinha que parar com isso porque uma hora poderia acontecer algo grave com ela num assalto. Ela respondeu: “Podem até me matar, mas eu não vou andar de carro velho por causa disso.”

A vaidade pode custar muito caro. Do jeito que o mundo está, você não pode ostentar o que tem. Por várias vezes ela se livrou, mas se continuar desse jeito vaidosa e arrogante, poderá cair numa má situação.

Nunca diga ou pense que Deus é injusto. Vocês é que falam bobagens e não admitem que são os causadores de seus sofrimentos. Prestem atenção nessa história.

Uma advogada contratou trabalhadores para fazer uma reforma em sua casa.
Eles deram o preço, ela aceitou, pagou 50% (cinqüenta por cento) e o restante deixou para o final do serviço. Ao terminar a reforma, ela disse para alguns dos trabalhadores que não iria pagar o restante porque já tinha pago o suficiente pelo serviço.
Os trabalhadores tiveram que ficar no prejuízo porque eram pessoas simples e não poderiam fazer nada contra aquela mulher. Você deve estar pensando: “Eles poderiam ter colocado ela na justiça.” Irmãos, dificilmente um pobre ganha alguma coisa contra o rico. Além do mais ela era uma advogada e o trabalho foi acertado entre eles, sem nada por escrito: ia ser a palavra dela contra a deles. Ela escapou da justiça desta terra, mas da justiça de Deus ela não escapará.

Aí se acontece um assalto ou um seqüestro com uma pessoa dessa, os ladrões espancam ou fazem coisas que deixem essa mulher sofrendo pelo resto da vida, todos vão achar uma injustiça, uma barbaridade. Por isso todos devem lembrar que as coisas más só acontecem, porque as pessoas plantam o mal.

O pobre trabalha para comer e quando você deixa de pagar um trabalhador, ele vai passar necessidade: vai atrasar o aluguel, pode ter a luz cortada e tudo isso vai trazer sofrimento para a família. O rico não depende do salário para viver, mas o trabalhador pobre depende exclusivamente desse dinheiro.

Irmãos, quem faz uma coisa como essa da história que acabamos de ler, comete um crime como aquele que assalta alguém. É um erro muito grave diante de Deus. Por isso tudo o que você fizer aos outros, farão com você.

Se você não quiser ser assaltado, seqüestrado, humilhado, comece a fazer coisas boas aos seus irmãos (seu próximo): pague o salário do seu empregado em dia, trate seus funcionários com respeito, dê comida a quem tem fome, não negue ajuda a quem precisa. Mas faça isso sem querer nada em troca; faça por amor às pessoas e temor a Deus. Aí você verá como Deus te protegerá contra todos os males desse mundo. O Senhor olha com atenção as pessoas honestas e sempre ouve os seus pedidos; mas Ele é contra os que fazem o mal. ’” (I PEDRO 3 v. 10)

Quando estiver doente ou numa situação difícil, lembre-se do mal que já fez aos outros. A Lei de Deus é cumprida em todo o Universo: você faz, você paga; você fere, você será ferido.

Tem coisas que as pessoas fazem com você que causam dores e sofrimento. Mas você deve lembrar que também já fez coisas aos outros que causaram dor e sofrimento. Por isso todos devem perdoar seus irmãos para que Deus os perdoe. 

Quando vocês se conscientizarem que são orgulhosos, maus, injustos e pecadores, vencerão o diabo, pois quando admitimos nossos defeitos diante de Deus, Ele vem nos ajudar. Mas enquanto vocês vivem dando uma de vítima, achando que são bons e vivem injustiçados neste mundo, vocês continuarão sendo escravos de satanás.    
Deus é bom, pois todos os dias Ele dá oportunidades para que todos se arrependam de suas más ações e se tornem novas criaturas. Vocês é que não enxergam isso. Ele usa vários meios para nos alertar a fazermos o que é certo. “Creio que ouvi você dizer o seguinte: ‘Não sou culpado; não fiz nada de errado. Estou inocente; não cometi nenhum pecado. É Deus quem inventa motivos para me atacar; Ele me trata como se eu fosse um inimigo. Ele amarrou os meus pés com correntes e fica vigiando tudo o que eu faço.’ Mas eu lhe digo que você não tem razão, pois Deus é maior do que as criaturas humanas. Por que você acusa Deus, afirmando que Ele não dá atenção às nossas queixas? Deus fala de várias maneiras, porém nós não lhe damos atenção.”
(JÓ 33 v. 8-14)

Sabe por que vocês não dão atenção à voz de Deus? Porque se acham sábios, corretos e perfeitos, mas na verdade são orgulhosos e têm o coração duro e desobediente. Preste atenção nesse ensinamento: “Os tolos pensam assim: ‘Deus não existe.’ Todos se tornaram imorais e fazem coisas horríveis; não há uma pessoa que faça o bem. Lá do céu o Deus Eterno olha para toda humanidade a fim de ver se existe alguém que tenha juízo, se existe alguém que o adore. Mas todos se desviaram do caminho certo e são igualmente maus. O Deus Eterno pergunta: ‘Será que toda essa gente não entende nada? Será que todos são ignorantes?” (SALMOS 14 v. 1-4)        

Há pessoas que têm o prazer de reparar a vida dos outros: cuide de sua vida, pois enquanto você repara os outros, se esquece de viver! Se o seu vizinho bebe ou se sua vizinha trai o marido, o que é que você tem com isso? A vida é deles. Deus deu livre-arbítrio para que cada um viva como achar melhor. Não se esqueça que todos “nós teremos de prestar contas a Deus de tudo o que fizermos e até daquilo que fizermos em segredo, seja o bem ou o mal.” (ECLESIASTES 12 v. 14)

É por causa desses maus costumes, meus irmãos, que muitos de vocês passam por situações difíceis. Muitos só vivem reclamando da vida, dizendo: “Nada dá certo para mim” ou “Eu não tenho sossego!” e ainda “Deus não me ajuda!” Como é que Deus vai ajudar uma pessoa que vive reparando a vida dos outros? Deus detesta a fofoca!

O tempo que você desperdiça falando da vida alheia deveria estar pedindo a Deus que te livre desses maus costumes e te ensine a viver corretamente.    

Às vezes aquele que você repara tem um bom coração: se alguém estiver precisando de ajuda, ele ajuda, mas você que vive reparando os outros não ajuda ninguém ou diz que fulano está passando por isso porque merece. Jamais se alegre com a desgraça dos outros, pois isso é coisa que vem do maligno. Tenha misericórdia dos outros e Deus terá de você! Ore por todos e respeite os seres humanos sejam eles quem forem.

Se alguém for injusto com você, entregue nas mãos do Todo-Poderoso que Ele saberá o que fazer, pois o Senhor nosso Deus não tolera injustiça. Lembre-se sempre dos ensinamentos de Deus: “Não paguem a ninguém o mal com o mal. Procurem fazer o que todos acham que é bom. No que depender de vocês, façam todo o possível para viver em paz uns com os outros.”
(ROMANOS 12 v. 17-18)

Entregue seu coração a Deus que Ele te ensinará a andar nesta terra. Se você fizer o bem receberá o bem. Se você só vive fazendo o que é mau será o culpado pelas desgraças que acontecerem em sua vida. Lembre-se de fazer o bem a todos e não só àqueles que fazem o bem a você. Esse é o ensinamento de Jesus. “Vocês sabem o que foi dito: ‘Ame os seus amigos e odeie os seus inimigos.’ Mas Eu lhes digo: Ame os seus inimigos e orem pelos que perseguem vocês para que vocês se tornem filhos do Pai que está no céu.” (MATEUS 5 v. 43-45)

Satanás não quer que ninguém se arrependa, nem que admita que está errado, que é injusto e desobediente, para que todos continuem sendo escravos dele. Pois ele se revoltou contra Deus e não se arrependeu. Então ele quer que as pessoas também sejam rebeldes e desobedientes. Ele quer que as pessoas sintam ódio, raiva, inveja, desejo de vingança, revolta, ansiedade, tristeza, desespero e orgulho para que ele se fortaleça e tome conta de seus corações. E quando as pessoas se deixam dominar por esses espíritos, satanás traz as doenças para que enfraqueçam e tornem-se ainda mais escravas dele.

Para se libertar desses males é preciso que haja o arrependimento. Pois, se Jesus levou sobre si as enfermidades, por que vocês vivem cheios de doenças? Porque não obedecem a Deus admitindo que são pecadores e responsáveis pelas coisas que acontecem em suas vidas.

Não existe nenhum justo nesta terra. Não existe ninguém bom: todos são culpados.

Que Deus o abençoe!

©2011 ALL RIGHS RESERVED / TODOS OS DIREITOS RESERVADOS