ZACARIAS

O livro de Zacarias se divide em duas partes:
1) Os capítulos 1-8 dão as mensagens de Zacarias, um profeta que estava entre os israelitas que voltaram para Jerusalém do cativeiro da Babilônia. Zacarias foi companheiro do profeta Ageu. As mensagens do profeta, anunciadas entre 520 e 518 antes de Cristo, são uma série de visões que tratam da reconstrução de Jerusalém e do Templo, do perdão dos pecados do povo e do futuro, quando o Messias viria.
2) os capítulos 9-14 são uma coleção de mensagens a respeito do Messias e do juízo final. O versículo 9.9 é citado em Mateus 21.5 e João 12 v. 15, passagens que falam da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém.

DEUS MANDA QUE O POVO SE ARREPENDA

"No oitavo mês do segundo ano de Dario como rei da Pérsia, o Deus Eterno falou com o profeta Zacarias, filho de Baraquias e neto de Ido. O Deus Todo-Poderoso mandou que ele dissesse ao povo o seguinte:
- Eu, o Eterno, fiquei muito irado com os seus antepassados. Portanto, agora Eu digo a vocês: Voltem para Mim, e Eu, o Deus Todo-Poderoso, voltarei para vocês. Não sejam como os seus antepassados, que não deram atenção aos profetas antigos quando eles anunciaram esta minha mensagem: 'O Deus Todo-Poderoso ordena que vocês deixem de ser maus e que abandonem as suas maldades.' Mas eles não Me obedeceram. E agora onde estão os seus antepassados? E será que aqueles profetas ainda estão vivos? Por meio dos Meus servos, os profetas, Eu mandei mensagens e avisos aos antepassados de vocês. Mas eles não deram atenção e por isso foram castigados. Então eles se arrependeram e disseram: 'O Deus  Todo-Poderoso fez o que tinha decidido fazer e nos castigou por causa dos nossos pecados. Ele fez o que merecíamos.'" (ZACARIAS 1 v. 1-6)

A PRIMEIRA VISÃO: OS CAVALOS

"No dia vinte e quatro do mês onze, chamado sebate, do segundo ano do reinado de Dario, eu, o profeta Zacarias, filho de Baraquias e neto de Ido, recebi uma mensagem de Deus Eterno. Naquela noite, tive uma visão e nela vi um anjo do Deus Eterno montado num cavalo vermelho. O anjo estava parado num vale, no meio de umas moitas, e atrás dele estavam outros anjos montados, uns em cavalos vermelhos, outros em cavalos baios, e outros em cavalos brancos. Perguntei ao anjo que falava comigo:
- Meu senhor, quem são esses anjos montados em cavalos?

Ele respondeu:
- Eu vou lhe dizer.

Aí o anjo que estava no meio das moitas disse:
- Eles são os anjos que o Deus Eterno enviou para andarem pelo mundo inteiro.

Então aqueles anjos disseram ao anjo que estava no meio das moitas:
- Acabamos de andar por toda a terra e vimos que tudo está calmo e em paz.

E o anjo do Deus Eterno disse:
- Ó Deus Todo-Poderoso, já faz setenta anos que estás irado com Jerusalém e com as cidades de Judá. Quanto tempo vai passar até que tenhas compaixão delas?

O Deus Eterno respondeu com carinho ao anjo que estava falando comigo e disse palavras de consolo. Aí o anjo que falava comigo mandou que eu anunciasse em voz alta o seguinte:
- Esta é a mensagem do Deus Todo-Poderoso: 'Eu tenho grande amor por Jerusalém, a Minha cidade. E Estou muito irado com as nações que vivem sossegadas. Pois, quando Eu estava um pouco irado com o Meu povo, elas fizeram com que ele sofresse muito. Portanto, cheio de compaixão, voltei para Jerusalém. E eu, o Deus  Todo-Poderoso, prometo que o Templo e a cidade toda serão construídos de novo.'

E o anjo me disse também:
- Anuncie que o Deus Todo-Poderoso diz que as cidades Dele terão de novo muitas riquezas. E Ele ajudará Jerusalém, que voltará a ser a Sua cidade escolhida." (ZACARIAS 1 v. 1-17)

A SEGUNDA VISÃO: OS CHIFRES E OS FERREIROS

"Tive outra visão e vi quatro chifres de boi. Perguntei ao anjo que falava comigo:
- Que querem dizer estes chifres?

Ele respondeu:
- Eles representam as nações que espalharam pelo mundo inteiro os moradores de Judá, de Israel e de Jerusalém.

Aí o Deus Eterno me mostrou quatro ferreiros. Eu perguntei:
- O que é que eles vêm fazer?

Ele respondeu:
- Os chifres são as nações que espalharam os moradores de Judá de tal maneira, que ninguém tinha coragem de levantar a cabeça. E agora estes ferreiros representam os que estão vindo para assustar e quebrar aqueles chifres, isto é, aquelas nações que conquistaram a terra de Judá e espalharam o seu povo." (ZACARIAS 1 v. 18-21)

A TERCEIRA VISÃO: A FITA DE MEDIR

"Tive ainda outra visão. Vi um homem segurando uma fita de medir e perguntei:
- Aonde você vai?

Ele respondeu:
- Vou medir Jerusalém para saber o seu comprimento e a sua largura.

Então vi que o anjo que havia falado comigo ia saindo. Nisso, outro anjo veio se encontrar com ele, e o primeiro anjo disse:
- Corra depressa e diga ao rapaz que está com a fita de medir: 'Jerusalém terá moradores de novo, e haverá tantas pessoas e tantos animais morando lá, que não será possível construir uma muralha em volta da cidade. Pois o Deus Eterno promete que Ele mesmo será como uma muralha de fogo em volta de Jerusalém e que Ele morará na cidade e ali mostrará a Sua glória.'"
(ZACARIAS 2 v. 1-5)

LIBERDADE PARA OS ISRALEITAS QUE ESTÃO NO CATIVEIRO

"O Deus Eterno diz ao Seu povo:
- Atenção! Atenção! Vocês que são prisioneiros na Babilônia, fujam. Fujam daquele país do Norte! Eu os espalhei por toda parte, mas agora é hora de vocês voltarem para Jerusalém.

Pelo Seu poder, o Deus Todo-Poderoso me mandou entregar a seguinte mensagem às nações que tinham levado embora toda a riqueza do Seu povo:
- Quem toca no Meu povo toca na menina dos Meus olhos. Portanto, Eu mesmo lutarei contra vocês. E toda a sua riqueza será levada embora por aqueles que antes eram seus prisioneiros. Quando isso acontecer, o povo saberá que o Deus Todo-Poderoso me enviou.

O Deus Eterno diz:
- Moradores de Jerusalém, cantem de alegria, pois Eu virei morar com vocês!
Naquele dia, muitos povos se juntarão ao Deus Eterno, e serão o Seu povo, e Ele morará com eles. Aí o povo de Israel saberá que o Deus Todo-Poderoso me enviou para falar com eles. Mais uma vez a terra de Judá será a parte especial de Deus na Terra Santa, e Jerusalém será de novo a sua cidade escolhida.

Que todos se calem na presença do Deus Eterno, pois Ele vem do seu lugar santo para morar com o Seu povo."
(ZACARIAS 2 v. 6-13)

A QUARTA VISÃO: O GRANDE SACERDOTE JOSUÉ

"Em outra visão, Deus me mostrou o Grande Sacerdote Josué, que estava de pé em frente do Anjo do Deus Eterno. Satanás estava à direita de Josué, pronto para acusá-lo. O Anjo do Deus Eterno disse a Satanás:
- Que Deus o condene, Satanás! Que o Deus Eterno, que escolheu Jerusalém, o condene! Esse homem é como um tição tirado do fogo.

Josué, vestido com roupas sujas, continuava de pé em frente do Anjo. Aí o Anjo disse aos seus ajudantes que tirassem a roupa de Josué e depois lhe disse:
- Assim eu tiro os seus pecados e agora vou vesti-lo com roupas de festa.

Em seguida, o Anjo mandou que os seus ajudantes pusessem na cabeça de Josué um turbante que havia sido purificado. Eles puseram o turbante na cabeça dele e o vestiram com roupas de festa; e o Anjo do Deus Eterno continuava ali de pé. E ele disse a Josué:
- O Deus Todo-Poderoso lhe diz o seguinte: 'Se você obedecer às Minhas leis e cumprir os seus deveres conforme Eu ordeno, você será o administrador do Templo. Cuidará do santuário e de todos os outros edifícios; e, como estes anjos que estão aqui, você terá o mesmo direito de estar na Minha presença. Portanto, escute, Grande Sacerdote Josué, e escutem também os sacerdotes que estão com você. Vocês todos são um sinal de que Eu vou enviar ao Meu povo o Meu servo que se chama ‘Ramo Novo’. Coloquei em frente de Josué uma pedra que tinha sete lados. Eu, o Deus Todo-Poderoso, Vou gravar nela um nome e num só dia Vou tirar o pecado deste país. Naquele dia, cada um de vocês poderá convidar os vizinhos para que venham e fiquem à vontade debaixo das parreiras e das figueiras. Eu, o Deus Todo-Poderoso, falei.'" (ZACARIAS 3 v. 1-10)

A QUINTA VISÃO: O CANDELABRO DE OURO

"O anjo que havia falado comigo voltou e me acordou, como se acorda alguém que está dormindo. Ele me perguntou:
- O que é que você está vendo?

Respondi:
- Estou vendo um candelabro de ouro e em cima dele um vaso para o azeite; há sete lamparinas no candelabro, e há sete tubos por onde o azeite chega até as lamparinas. Perto do candelabro, estou vendo duas oliveiras, uma de cada lado.

Aí perguntei ao anjo:
- Meu senhor, o que quer dizer isso?
- Você não sabe? - ele perguntou.
- Não, senhor! - respondi.

Então ele explicou:
- As sete lamparinas representam os sete olhos do Deus Eterno , que vêem tudo o que se passa no mundo inteiro.

Aí eu perguntei:
- E o que querem dizer as duas oliveiras, uma de cada lado do candelabro?
E perguntei também:
- E o querem dizer os dois ramos da oliveira, que estão perto dos dois tubos de ouro por onde passa o azeite?
- E você não sabe? - ele perguntou.
- Não, senhor. - respondi.

Então ele explicou:
- Eles representam os dois homens que foram escolhidos e ungidos para sevirem o Senhor no mundo inteiro.

A PROMESSA DE DEUS A ZOROBABEL

"Depois disso, o anjo mandou que eu entregasse a Zorobabel a seguinte mensagem do Deus Eterno:
- Não será por meio de um poderoso exército nem pela sua própria força que você fará o que tem de fazer, mas pelo poder do Meu Espírito. Sou Eu, o Deus Todo-Poderoso, quem está falando.
- Diante de Zorobabel, altas montanhas vão virar campos planos. Ele vai trazer a pedra mais importante do Templo, e o povo vai gritar: 'Que beleza! Que beleza!'

O Deus Eterno falou comigo mais uma vez. Ele disse:
- Zorobabel pôs o alicerce deste Templo e ele mesmo vai terminar a construção. Quando isso acontecer, o povo saberá que Eu, o Deus Todo-Poderoso, enviei você para falar a eles. E os que não deram valor a um começo tão humilde vão ficar alegres quando virem Zorobabel terminando a construção do Templo." (ZACARIAS 4 v. 1-14)

A SEXTA VISÃO: O ROLO VOADOR

"Tive ainda outra visão. Vi um livro em forma de rolo, que estava voando.E o anjo me perguntou:
- O que é que você está vendo?

Eu respondi:
- Estou vendo um rolo voando; ele tem nove metros de comprimento por quatro e meio de largura.

O anjo explicou:
- Neste rolo, está escrita a maldição que vai se espalhar pelo país inteiro. De um lado do rolo, está escrito que serão expulsos do país todos os que roubam; do outro lado, está escrito que serão expulsos todos os que fazem juramentos falsos pelo nome de Deus. O Deus Todo-Poderoso promete que Ele mandará essa maldição, e ela entrará nas casas dos ladrões e dos que juram falso pelo nome Dele. Ela ficará naquelas casas até que estejam completamente destruídas; e não sobrarão nem vigas nem pedras." (ZACARIAS 5 v. 1-4)

A SÉTIMA VISÃO: A MULHER DENTRO DA CESTA

"O anjo que havia falado comigo voltou e me disse:
- Olhe o que vem vindo agora!
- O que é isto? - eu perguntei.

Ele respondeu:
- É uma cesta, e ela representa os pecados do povo deste país.

A cesta tinha uma tampa de chumbo; levantaram a tampa, e lá dentro estava uma mulher sentada. O anjo explicou:
- Esta mulher representa a maldade. Então ele a empurrou para o fundo da cesta e fechou a tampa.

Olhei e vi duas mulheres que tinham asas como as da cegonha. As mulheres voavam, levadas pelo vento. Elas chegaram, pegaram a cesta e saíram voando. Perguntei ao anjo:
- Para onde elas estão levando a cesta?

Ele respondeu:
- Para a Babilônia. Lá elas vão construir um templo, onde vão colocar a cesta numa base." (ZACARIAS 5 v. 5-11)

A OITAVA VISÃO: OS CARROS DE GUERRA

"Tive mais uma visão. Vi dois montes feitos de bronze, e do meio deles estavam saindo quatro carros de guerra. O primeiro carro era puxado por cavalos vermelhos; o segundo, por cavalos pretos; o terceiro, por cavalos brancos; e o quarto, por cavalos baios. Perguntei ao anjo:
- Meu senhor, o que são estes carros de guerra?

Ele respondeu:
- São os quatro ventos, que estão saindo da presença do Senhor do mundo inteiro. O carro puxado pelos cavalos pretos vai para a Babilônia, a terra do Norte; o carro puxado pelos cavalos brancos vai para a terra do Oeste; e o carro puxado pelos cavalos baios vai para a terra do Sul.

Os cavalos baios saíram, com vontade de correr pelo mundo inteiro. Então o anjo ordenou:
- Vão e corram pelo mundo inteiro!

E eles fizeram isso. Aí o anjo me chamou e disse:
- Os cavalos que foram para a terra do Norte vão fazer parar a ira do Deus Eterno contra aquele país." (ZACARIAS 6 v. 1-8)

A COROA DE JOSUÉ

"O Deus Eterno falou comigo. Ele disse:
- Vá receber as ofertas feitas por Heldai, Tobias e Jedaías, que voltaram do cativeiro na Babilônia. Depois, vá logo até a casa de Josias, filho de Sofonias, com a prata e o ouro que você tiver recebido e faça uma coroa. Coloque a coroa na cabeça do Grande Sacerdote Josué, filho de Jozadaque. E diga a ele que o Deus Todo-Poderoso promete o seguinte: 'O homem chamado de ‘Ramo Novo’ brotará das suas próprias raízes e construirá de novo o Templo do Eterno. É Ele que vai reconstruir o Templo e receber as honrarias que pertencem a um rei. Ele vai sentar no Seu trono e reinar. Um sacerdote se sentará no seu próprio trono, e haverá uma paz perfeita entre ‘O Ramo Novo’ e esse sacerdote.' Mas depois a coroa será colocada no Templo do Deus Eterno em memória de Heldai, de Tobias, de Jedaías e de Josias, filho de Sofonias.

Pessoas que moram longe de Jerusalém virão ajudar a construir de novo o Templo do Deus Eterno. Aí vocês saberão que o Deus Todo-Poderoso me enviou a vocês. Tudo isso acontecerá se obedecerem com todo o coração às leis do Eterno, o Deus de vocês."
(ZACARIAS 6 v. 9-15)

O JEJUM FALSO

"No dia quatro do mês nove, chamado quisleu, do quarto ano do reinado de Dario, o Deus Eterno me deu uma mensagem. Isso aconteceu quando o povo de Betel enviou Sarezer e Regém-Meleque, com os seus companheiros, ao Templo do Deus Todo-Poderoso para pedirem a ajuda Dele. E deviam também fazer aos sacerdotes do Templo e aos profetas a seguinte pergunta:
- Faz muitos anos que nós choramos e jejuamos no quinto mês, o mês em que o Templo foi destruído. Devemos continuar fazendo isso?

Então o Deus Todo-Poderoso falou comigo e mandou que eu dissesse o seguinte ao povo e aos sacerdotes:
- Já faz setenta anos que vocês choram e jejuam no quinto mês e também no sétimo. Mas não é em Minha honra que vocês fazem isso. E, quando comem e bebem, é só para satisfazer os seus próprios desejos. Essa mensagem foi a mesma que o Deus Eterno tinha dado antes por meio dos profetas antigos, quando Jerusalém estava em paz e tinha muitos moradores. E o mesmo acontecia nas cidades ao redor e nas cidades da região sul e nas planícies de Judá." (ZACARIAS 7 v. 1-7)

A CAUSA DO CATIVEIRO

"O Deus Eterno falou com Zacarias e disse:
- Eu, o Deus Todo-Poderoso, tinha ordenado isto ao povo: 'Sejam honestos e corretos e tratem uns aos outros com bondade e compaixão. Não explorem as viúvas, nem os órfãos, nem os estrangeiros que moram com vocês, nem os pobres. E não façam planos para prejudicar os seus patrícios.' Porém eles se revoltaram e não quiseram obedecer. Viraram as costas para Mim e taparam os ouvidos para não ouvir as Minhas ordens. Tornaram os corações deles duros como o diamante a fim de não obedecer à Lei e às mensagens que Eu, por meio do Meu Espírito, dei aos profetas antigos. Por isso, Eu fiquei muito irado com eles. E assim como eles não quiseram ouvir quando Eu falei, assim também Eu não Vou escutar quando eles orarem a Mim. Sou Eu, o Deus Todo-Poderoso, quem está falando. Como um furacão, Eu os espalhei por todos os países estrangeiros, e a terra de onde saíram ficou tão arrasada, que ninguém podia viver lá. Uma terra tão boa e tão rica virou um deserto!" (ZACARIAS 7 v. 8-14)

PROMESSAS DE DEUS

"O Deus Todo-Poderoso falou comigo e disse:
- Eu tenho um grande amor por Jerusalém, um amor que Me faz ficar irado contra os seus inimigos. Eu voltarei para Jerusalém e ali morarei. Então Jerusalém será chamada de 'Cidade Fiel', e o monte do Deus Todo-Poderoso será chamado de 'Monte Santo'. Mais uma vez, os velhinhos e as velhinhas, com as suas bengalas na mão, vão se sentar nas praças de Jerusalém. E as praças ficarão cheias de meninos e meninas brincando. Isso pode parecer impossível aos que voltaram do cativeiro na Babilônia, mas não é impossível para Mim, o Deus Todo-Poderoso. Vou salvar o Meu povo; eu os tirarei dos países do Leste e do Oeste, para onde foram levados como prisioneiros, e os trarei de volta para Jerusalém, onde ficarão morando. Eles serão o Meu povo, e Eu serei o seu Deus e os governarei com justiça e fidelidade.

O Deus Todo-Poderoso diz:
- Portanto, tenham coragem, todos os que estão ouvindo agora o mesmo que os profetas disseram quando se começou a reconstrução do Templo do Deus Todo-Poderoso e foram colocados os seus alicerces. Pois até aquele tempo não havia dinheiro para pagar os trabalhadores, e os animais de carga não rendiam dinheiro para os seus donos. Havia tantos inimigos, que ninguém vivia seguro, pois eu fiz com que todos fossem inimigos uns dos outros. Mas Eu, o Deus Todo-Poderoso, prometo que agora não Vou tratar os que restam deste povo como fiz no passado. Eles semearão as suas terras em paz; as parreiras darão uvas, a terra dará boas colheitas, e cairá chuva do céu. Darei tudo isso aos que restarem do Meu povo. Moradores de Judá e de Israel! No passado os povos de outras nações maldiziam uns aos outros assim: 'Que Deus os castigue como castigou o povo de Judá e de Israel!' Mas Eu vou salvar vocês, e no futuro aqueles mesmos povos dirão uns aos outros: 'Que Deus os abençoe como abençoou o povo de Judá e de Israel!' Não fiquem com medo! Tenham coragem!

O Deus Todo-Poderoso diz ao povo:
- Quando os seus antepassados me fizeram ficar irado, eu os castiguei, como havia resolvido antes. Não mudei de idéia. E agora resolvi abençoar o povo de Jerusalém e de Judá e não Vou mudar de idéia. Portanto, não fiquem com medo. São estas as coisas que vocês devem fazer: digam todos a verdade uns aos outros e decidam com justiça os casos nos tribunais a fim de que haja paz. Porém não façam planos para prejudicar uns aos outros e não jurem falso, pois Eu, o Deus Eterno, odeio tudo isso.

O Deus Todo-Poderoso falou comigo e disse:
- Os jejuns do quarto, quinto, sétimo e décimo meses de cada ano vão virar dias de alegria, dias de festa para o povo de Judá. Portanto, amem a verdade e a paz.

O Deus Todo-Poderoso diz:
- Vai chegar o dia em que moradores de muitas cidades virão até Jerusalém.  Os moradores de uma cidade dirão aos de outra cidade: 'Nós vamos adorar o Deus Todo-Poderoso e pedir que Ele nos abençoe!' E os outros responderão: 'Pois nós vamos com vocês!' Muitos povos e nações poderosas virão a Jerusalém para adorar o Deus Todo-Poderoso e pedirem que Ele os abençoe. Naqueles dias, dez estrangeiros irão agarrar um judeu para lhe dizer: 'Nós queremos seguir a sua religião, pois ouvimos dizer que Deus está com vocês.'" (ZACARIAS 8 v. 1-23)

 

 

©2011 ALL RIGHS RESERVED / TODOS OS DIREITOS RESERVADOS